Parceria

Com auxílio do Sebrae, número de operações de crédito assistido na Caixa supera 5 mil contratações

Em um mês de operação, concessão de crédito para pequenos negócios, por meio do Fampe, movimentou mais de R$ 555 milhões

      Nesta quarta-feira (21), Sebrae e Caixa chegaram ao primeiro mês de operação do convênio firmado com o objetivo de ampliar o acesso de pequenos negócios a crédito. No balanço das duas instituições, foram contabilizadas 6.589 operações, que somaram o valor total de R$ R$ 555.296.106,20 milhões em crédito concedido. A parceria coloca à disposição dos empresários os recursos do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe), gerido pelo Sebrae, que funcionam como garantia para as operações de empréstimo.

      A empresária Viviane Barbosa, dona da pousada Vale Silvestre, em Governador Valadares (MG), é uma das pessoas que conseguiram crédito com auxílio do Fampe. Depois de perder 60% do movimento no local, após o anúncio da pandemia, ela decidiu solicitar, inicialmente, um crédito na Caixa para pagar os funcionários, quando soube que o Sebrae tinha realizado uma parceria com o banco para ser tornar uma espécie de “avalista” dos donos de pequenos negócios. “Avaliei a situação com o meu gerente e percebi que seria mais vantajoso pegar o crédito por meio do Fampe porque o prazo para o pagamento era maior. Com isso, consegui os recursos que preciso para manter o fluxo de caixa e também fazer uma reserva devido às incertezas do momento”, explicou.

      Além de viabilizar a garantia necessária às micro e pequenas empresas que sofrem para ter acesso a um financiamento bancário, o Sebrae também oferece assistência ao longo de todo o processo para acesso ao crédito, aos donos de pequenos negócios, o que permite menos riscos nas operações. Neste período de um mês, 148 mil empresas acessaram o tutorial produzido pelo Sebrae com orientações para quem busca crédito na Caixa. 

      Para o presidente do Sebrae, Carlos Melles, o grande diferencial do Fampe é oferecer um crédito assistido aos empreendedores, além de entrar com recursos para alavancar o volume de operações de crédito. " Os donos de micro e pequenas empresas serão acompanhados ao longo de todas as fases da operação, através da oferta de capacitações e soluções adequadas às necessidades de cada empreendedor e do estágio em que ele se encontra no processo do crédito. Isso vai possibilitar a redução do risco e, consequente, dos custos financeiros das operações”, analisou.

      A expectativa do Sebrae é que esta operação de socorro aos pequenos negócios na crise do coronavírus permitirá a concessão de aproximadamente R$ 7,5 bilhões em crédito, com o aporte de R$ 500 milhões do Fampe. Desde sua criação em 1995, o Fundo já garantiu aval no valor de R$ 11,8 bilhões, com 344 mil operações realizadas por meio de instituições financeiras conveniadas, com total de R$ 16,9 bilhões em crédito concedido.

Confira abaixo as condições de crédito oferecido pelo convênio Sebrae e Caixa:

 

Crédito Especial Empresa – Capital de Giro

Crédito Especial Empresa – Condições Negociais

Porte

Valor máximo contratado por CNPJ

Carência

Amortiz. após carência

Taxas de juros

Micro Empreendedor Individual

Até R$ 12,5 mil

9 meses

24 meses

1,59% a.m

Micro Empresa

Até R$ 75 mil

12 meses

30 meses

1,39% a.m

Empresa de Pequeno Porte

Até R$ 125 mil

12 meses

36 meses

1,19% a.m