Coronavírus

Empreendedora dá dicas para continuar vendendo durante a quarentena

Revendedora de jóias redobrou os cuidados em processos como armazenamento, empacotamento e transporte do produto

      Maria Gissel é peruana, jornalista e empreendedora e decidiu revender jóias em prata e semijoias para suas colegas de trabalho para complementar sua renda. “Meu esposo me incentivou investindo 2 mil reais e meus colegas de trabalho foram meus primeiros clientes”, lembra.

      A empresária conta que comprou uma maleta para expor as joias de maneira adequada. “Lidar com os primeiros fornecedores foi um desafio, pois aquele era um ambiente completamente novo para mim. Eu não sabia como funcionava o banho da joia, suas garantias, trocas, prazos e estoque”, conta. E, neste sentido, o Sebrae teve papel fundamental na vida da empreendedora. “O Sebrae foi minha base na capacitação, com cursos e com o Bootcamp. Foi aí que descobri a necessidade da legalização com o MEI e da dedicação total ao meu negócio. Entendi que precisava deixar minha antiga profissão para me capacitar e ter tempo para atender meus clientes”, diz.

      Antes da crise do coronavírus atingir o país, a empreendedora participava de várias feiras e eventos, além de atender seus clientes de maneira personalizada. Mas Gissel precisou se reinventar e conta quais cuidados está tomando para continuar vendendo durante a quarentena. “Estamos comprometidos com o bem-estar e segurança de nossos clientes, e de quem faz a entrega dos produtos”, afirma. Veja a seguir as dica da empresária para garantir a qualidade no atendimento aos clientes e driblar a crise.

1) Cuidados com armazenamento, empacotamento e transporte do produto.

      “As joias devem ser guardadas em bandejas dentro de uma mala. Eu costumo separar as semijoias e as joias em prata, respectivamente. O cuidado para que o cliente receba seu acessório intacto e bem condicionado é a nossa maior preocupação.

      Além disso, minha casa é higienizada todos os dias. Mantenho um espaço só para embalar as joias. Mas antes, a peça passa pelo protocolo estabelecido para que não haja uma possível contaminação.

2) Higienize o produto

      Em primeiro lugar, o produto é lavado com água e sabão. Após seca e devidamente higienizada, a joia é embalada e mantida dentro de uma caixinha de presente, quando solicitada, ou dentro de uma sacola personalizada.

3) Utilize o WhatsApp para vender

      Em tempos de coronavírus e seguindo todas as orientações da Organização Mundial de Saúde, o WhatsApp passou a ser meu aliado na comunicação com o meu cliente.

4) Descarte todas as embalagens

      Ao receber o produto, descarte todas as embalagens, lave as joias novamente com água e sabão e as seque com uma flanela.

Ação Solidariedade

      Além dos cuidados com as joias, Gissel percebeu que no momento o mundo precisa de solidariedade. “Percebemos que não podemos ficar parados diante do atual cenário”, diz.

      “Por isso, lançamos a campanha Abrace Solidariedade, em que 40% das vendas serão doados para a compra de alimentos e/ou materiais de limpeza para famílias que estão impedidas de trabalhar durante a quarentena”, explica a empreendedora.

      A divulgação dos valores das joias, assim como o valor doado, será realizada pelas redes sociais do negócio.

      Por precaução, a entrega de mercadoria vai acontecer uma vez por semana, respeitando todos os protocolos sanitários exigidos pela OMS.

SERVIÇO:

Gissel Joias

Telefone: (62) 98255-5003

Instagram/Facebook: @gisseljoias

Informações para a imprensa:

No Sebrae: Adriana Lima – (62) 3250-2236 / 2252 / 99456-2491

Na Ideorama Comunicação em Goiânia: Luiz Carlos Sarlo – (62) 99909-8818