Projeto Brasil Original

Famílias da Associação Cerrado de Pé lutam pela preservação do bioma do cerrado

O Sebrae apoia a Associação Cerrado de Pé desde antes da sua formalização, através de orientações técnicas, capacitações e consultorias aos seus associados.

Após os grandes incêndios na Chapada, muitas áreas foram prejudicadas, especialmente as matas de galeria e veredas, que são muitos sensíveis ao fogo. O trabalho de restauração do Cerrado é feito pela Associação Cerrado de Pé. Já foram plantadas mais de 38 toneladas de sementes, que ajudaram antigos pastos a voltar a ser cerrado. O Sebrae acompanha as famílias com projetos e capacitação, estímulo ao artesanato, fomento de mercado e turismo de experiência.

De acordo com Jairo de Almeida, analista da Regional Nordeste do Sebrae Goiás, o Sebrae apoia a Associação Cerrado de Pé desde antes da sua formalização, através de orientações técnicas, capacitações e consultorias aos seus associados na área de associativismo e cooperativismo com ações do Projeto Brasil Central Turismo. “As ações têm como principais objetivos a nucleação e a formatação de rede associativa dos coletores de sementes da Chapada dos Veadeiros e sua consequente integração na roteirização do Brasil Central, com forte viés em turismo de experiência”, diz.

Segundo Claudomiro de Almeida Cortes, presidente da Associação Cerrado de Pé, o apoio do Sebrae foi primordial para a consolidação dos projetos da associação. “O Sebrae apoiou a criação da entidade e esteve presente nos momentos em que precisamos de auxílio, como na mudança de gestão e criação de um regimento interno. Também nos apoiou trazendo possibilidades de expansão de nossa área de atuação, com o turismo de experiência”.

História de restauração do cerrado goiano

A Associação Cerrado de Pé foi fundada em 10 de junho de 2017, com o objetivo de realizar a coleta de sementes de mais de 70 espécies de plantas nativas do cerrado, desde gramíneas, arbustos até espécies arbóreas para restauração de áreas de Cerrado degradadas pelo fogo, pastagens, entre outros. A associação conta com associados em todos os municípios que compõem a Chapada dos Veadeiros – Alto Paraíso, Cavalcante, Teresina, Colinas do Sul, São João D’Aliança.

A coleta de sementes nativas beneficia e gera renda para cerca de 60 famílias dos seis municípios. “Essas sementes foram utilizadas para restaurar, até hoje, mais de 200 hectares de área de Cerrado degradado. Esse trabalho é realizado com parceria da Rede de Sementes do Cerrado (RSC), que além de apoio técnico e estrutural é responsável pela comercialização das sementes que coletamos, e pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), além de diversos outros parceiros importantes”, afirma Claudomiro.

 

Serviço:

Associação Cerrado de Pé

Endereço: Rua Abílio Domingues Qd 31 – Lote Parte da APM – Setor Novo Horizonte CEP 73770-000 Alto Paraíso de Goiás.

Contato: (62) 99901-7268 (Claudomiro)

 

Informações para a imprensa:

No Sebrae: Adriana Lima – (62) 3250-2236 / 2252 / 99456-2491

Na Ideorama Comunicação em Goiânia: Rhaissa Silva – 62 99119-0995