Mobilidade

O melhor aliado do transporte com segurança é a parceria

Aplicativo de transporte urbano 99 apóia motoristas parceiros no enfrentamento da pandemia do coronavírus

A crise da Covid-19 trouxe para as empresas a necessidade de reinventar seus processos, canais e estratégias de relacionamento com clientes. Para os grandes players de mercado foi uma oportunidade de apoiar os pequenos negócios em suas cadeias de suprimentos com diversas ações no enfrentamento à crise e que contribuíram para a sobrevida de muitos deles. Segundo pesquisa do Sebrae, 84% dos negócios sofreram redução no faturamento e 40% estão com dívidas ou empréstimos em atraso. Estes números demonstram o impacto da crise no segmento de micro e pequenas empresas e a importância de ações de apoio às mesmas.

 

A 99, empresa global que integra a Didi Chuxing (maior empresa de transporte por aplicativos do mundo) utilizou o aprendizado com a experiência em outros mercados, especialmente na China. Assim, a empresa promoveu adaptações à realidade local de soluções para ajudar motoristas parceiros e os passageiros que precisam sair de casa neste momento difícil, direcionando esforços e recursos para garantir a saúde e segurança das pessoas.

 

A empresa desenvolveu ações tanto para apoiar os motoristas parceiros com também direcionadas a segmentos específicos de clientes. Para os motoristas parceiros, foi criado um fundo de amparo aos motoristas e entregadores diagnosticados com Covid-19, que precisam interromper suas atividades. Para aumentar a segurança destes e dos passageiros, a 99 desenvolveu um serviço de desinfecção dos carros por meio de uma técnica inovadora e certificada pela Anvisa em 15 localidades pelo Brasil, tendo atingido, até a primeira quinzena de junho, o número de mais de 205 mil carros desinfectados. “O próximo passo é a instalação de barreiras plásticas protetoras que separam motorista de passageiros, em diversas cidades do país num investimento de quase R$ 1 milhão”. Afirma Paulo Dallari, diretor de Relações Institucionais da 99.

 

“Estamos fazendo a doação de mais de 550 mil máscaras e álcool em gel e também criamos um fundo de R$ 4 milhões em doação de corridas para governos, com objetivo de auxiliar no deslocamento dos profissionais de saúde ou para vacinação de idosos, entrega de medicamentos essenciais, transporte de mamães e bebês no momento da alta hospitalar, entre outras iniciativas. Importante destacar que nestas corridas, 100% do valor recebido fica com o motorista parceiro, ou seja, zeramos o valor cobrado pela 99”. Destaca Dallari.

 

Com o intuito de apoiar as comunidades em que atuam e também para ajudar a manter a renda dos motoristas durante a pandemia, onde as corridas diminuíram devido ao isolamento social, estabeleceram subsídios para corridas para estimular a doação de sangue em diversos hemocentros do país, além do apoio nas ações de coleta de doações de mantimentos, itens de higiene, cobertores e agasalhos para famílias mais vulneráveis. Em São Paulo, já foram realizadas mais de 114 mil corridas com profissionais de saúde.

 

Dallari exemplifica como resultado da ação a entrega de medicamentos, em parceria com o Governo de Minas Gerais, presente em 7 cidades do estado, beneficiou mais de 5 mil famílias, levando mais proteção para idosos e pessoas com comorbidades que não precisaram sair de casa para retirar seus remédios de uso contínuo.

 

O novo normal na mobilidade urbana

 

A maioria dos segmentos de negócios estão sendo impactados por mudanças que ditarão o denominado “novo normal”, ou seja, retomada e continuidade de atividades marcadas por novos processos de compra, distribuição e venda de produtos e serviços, marcadas pela mudança de comportamento dos consumidores que continuarão após a pandemia.

 

Quando indagado sobre as perspectivas para o setor de mobilidade urbana, Paulo Dalari traçou o seguinte cenário: 



"No médio prazo, a solução seguirá sendo a multimodalidade e a integração, e tão logo o vírus seja vencido essa tendência voltará a se acelerar. E desde já, a busca por uma viagem segura, com a menor exposição ao vírus, passa a ser um elemento chave no momento da escolha por um modal de transporte. No setor do transporte por aplicativo, haverá uma retomada no número de corridas: a mudança de posse de automóveis para o acesso à mobilidade como serviço é uma transformação estrutural de longo prazo que continuará após o fim da pandemia. Mas o componente segurança/proteção vai ganhar ainda mais relevância e medidas concretas que reforcem esse compromisso da plataforma, do motorista parceiro e de toda comunidade passarão a ser um dos pilares da indústria. Estamos atentos a estes movimentos e intensificando as ações que temos, como desinfecção, novas categorias, seguir com preços acessíveis para atender às necessidades das pessoas no processo de reconexão delas com as cidades. Temos em mente que é preciso reforçar as ações de prevenção e que isso deve fazer parte da rotina de todos nós, incluindo a mobilidade.

 

Protocolo de retomada

 

Sebrae e 99 elaboraram em parceria, o e-book com os protocolos de retomada para orientação de “Motoristas por APP e Taxistas”, sobre procedimentos seguros na prestação do seu serviço que pode ser acessado neste link

 

Assessoria de Imprensa Sebrae

Telefone (61) 3348-7570 / (61) 3348-7754