Dia dos Namorados movimenta cadeia econômica do amor

O segmento de vestuário, calçados e acessórios é o carro-chefe das vendas e deve movimentar quase R$ 800 milhões em todo o país

Comemorado no dia 12 de junho, o Dia dos Namorados é uma das principais datas para o comércio e ocorrerá, pelo segundo ano consecutivo, em meio a incertezas da pandemia de Covid-19. A expectativa entre os comerciantes é de manter as vendas, no mínimo, próximas aos números de 2019, já que no ano passado, o setor estava em reabertura gradual nesta época do ano, também em decorrência do coronavírus.

Levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), aponta que o varejo deve movimentar cerca de R$ 57 milhões em Goiás. Já em todo o país, a expectativa é que o volume de vendas seja 29% maior do que no ano passado.



Vestuário concentra quase metade das vendas

Conforme pesquisa da CNC, o carro-chefe das vendas associadas ao Dia dos Namorados, é o segmento de vestuário, calçados e acessórios, que deve movimentar R$ 797 milhões, o equivalente a 44% do total.

A data comemorativa é considerada a terceira melhor data para o comércio, após o Natal e o Dia das Mães, com volume de vendas semelhante ao Dia dos Pais. "Esse ano nós sabemos que as compras para o Dia dos Namorados terão um novo significado, por conta da pandemia e, também pelo dia, que será um sábado. Por isso, as estratégias são diferentes, focaremos nas divulgações das vendas on-line, estimulando também que o cliente compre através das redes, não só pessoalmente. O importante é facilitar para que o cliente que busca um presente, compre. Assim, nossa expectativa é positiva", diz a gerente comercial e de marketing do Shopping Estação Goiânia, Juliana Abraham

A lojista Ana Nunes, sócia da loja de mesmo nome, reforça a ideia de Juliana e afirma que um dos atrativos para este ano será a venda on-line. Segundo ela, que está há 13 anos no mercado, esse modelo contribui bastante neste momento de dúvida, em que o funcionamento presencial dos estabelecimentos não é uma garantia.

"Nós vendemos atacado, varejo, fazemos ações com influencers, enviamos catálogo para os clientes, oferecemos descontos, tudo para movimentar essa cadeia produtiva. Mesmo num período quase de defensiva, usamos de várias estratégias para essas datas especiais", disse ela que, para agradar o público, está investindo em peças de modinha com preços atrativos e muita diversidade.

No segmento de acessórios, a lojista Andréia de Mello Oliveira, da Ponto Nobre, no Shopping Estação Goiânia, mantém boas expectativas em relação a data. "Apesar da situação atual, nós sempre trabalhamos com uma grande expectativa em datas especiais como o Dia dos Namorados. É uma data comemorativa que movimenta o mercado e uma ótima oportunidade de expressar o amor por meio dos presentes", diz ela.